segunda-feira, setembro 29, 2008

Resultado do Inquérito 08/08

À questão sobre "o porco é um animal..." a maioria acertou, trata-se portanto de um animal omnívoro.

Obrigada pela vossa participação, até breve!

sábado, setembro 20, 2008

Era uma vez uma bebé chamada Branca (X)

PARABÉNS BRANCA!!!!
1 MÊS


A nossa menina faz hoje um mês de idade e está de Parabéns!

Hoje comemora esta data tão especial com os seus novos donos, que estão muito contentes por a terem como companhia.

Como é um dia especial, vou postar umas fotografias ainda não publicadas da Branca quando era pequenina...




Que saudades...

sexta-feira, setembro 19, 2008

Era uma vez uma bebé chamada Branca (IX)


Hoje fui para a casa dos meus novos donos, volto para a primeira vacina em Outubro! Nessa altura já devo estar muito grande!
Até breve!
Obrigada amiguinhos por terem tratado de mim!

quarta-feira, setembro 17, 2008

Era uma vez uma bebé chamada Branca (VIII)




Cá estou eu outra vez, depois de um passeio lá fora! Adoro passear!

Era uma vez uma bebé chamada Branca (VII)


Vejam como eu já estou crescida!


Já estou melhor da diarreia, estou a mudar de alimentação e os meus intestinos têm de fazer um "up-grade" para os alimentos novos que como!


Adoro ração seca, mas ainda tem de ser misturada com leite ou um pouco de água para conseguir comer!


Já faço as minhas necessidades sozinha sem a ajuda dos meus amiguinhos do Centro! Já sou mais independente e passeio por todo o lado.


Já comecei a querer brincar!

terça-feira, setembro 16, 2008

Resultado do Inquérito 07/08


Em relação à pergunta do úçtimo inquérito onde se perguntava "A tosse em gatos é sintoma de?" a maioria dos participantes responderam acertadamente, pois trata-se de um sinal de doença das vias respiratórias.

No caso do gato a tosse não é sinal de problemas cardíacos, já em relação aos problemas gastrointestinais poderá estar relacionado à formação de bolhas de pêlo que irritação da orofaringe.

Caso Clínico 26/08 - Dor cervical aguda em cadela


A Pantufa é uma Lhasa Apso de 5 anos que se apresentou à consulta no Centro Veterinário de Estremoz com queixa de dor cervical aguda.

Foi-lhe colocado um colar cervical e está a fazer medicação apropriada, bem com está em repouso dentro de uma transportadora durante o tratamento.

Está a ter uma boa evolução

Caso Clínico 25/08 - Úlcera Indolente no lábio de um gato



Apresentou-se no Centro Veterinário de Estremoz um gato Europeu comum de seu nome Martinho com úlcera indolente do lábio.

Foi medicado com cortisona, antibiótico e uma pomada local.

Volta daqui a 1 semana para vermos os resultados da medicação. Se não melhorar o passo a seguir é fazer biópsia.

Era uma vez uma bebé chamada Branca (VI)

video

sábado, setembro 13, 2008

Caso Clínico 24/08 - Ferida no ombro dum gato

Apresentou-se no Centro Veterinário de Estremoz, um gato E. comum de seu nome Guismo, com uma ferida na face interna do ombro esquerdo.



Foi detectada alguma pele necrosada e foi necessária a sua remoção para a realização da sutura, esta em forma de "T" para não haver muita tensão na própria sutura, já que é uma zona de grande movimentação.


No segundo dia, estava com muito bom aspecto e bem cicatrizado.




Foi para casa com colar isabelino, antibiótico, anti-inflamatório e betadine tópico.

quinta-feira, setembro 11, 2008

Caso Clínico 23/08 - Gravidez em cadela


A Migosta é uma cadela canche que se apresentou à consulta no Centro Veterinário de Estremoz para realização de Ecografia para confirmar a gestação.

Caso Clínico 21/08 - Ferida com destacamento de pele na cabeça e pescoço dum cão (III)



Aqui está a evolução do Brados.

Tivemos alguma acumulação de líquidos pois houve grande destacamento da pele, no entanto a sutura esteve sempre impecável e numa infectou. Com a medicaão efectuada a acumulação de líquidos foi diminuindo gradualmente até desaparecer por completo.

Ontem tirámos os pontos, no entanto como recomendação, levou o colar isabelino mais algum tempo para não ir lá com a patinha e abrir a linha de sutura.


Caso Clínico 22/08 - Úlcera indolente em Boxer


Apresentou-se à consulta no Centro Veterinário de Estremoz um Boxer, de seu nome Douglas, que apresentava uma conjutivite e lagrimejo do olho direito.

Foi feito o teste de fluoresceína que deu positivo: tinha uma úlcera.

Inicialmente foi tratado com antibiótico, anti-inflamatório e N-acetilcesteína e foi-lhe colocado um colar isabelino.

No entanto, apesar de termos até incluído medicação oral há 2º semana de tratamento a úlcera continuava a aumentar sem se conseguir ver melhorias. Tratava-se portanto de uma úlcera indolente que nos Boxers torna-se um desafio tratá-la só com medicação.

Antes da diagnóstico definitivo, fizemos um Rx para detecção de algum projéctil.



O Douglas foi referenciado para o Hospital Veterinário do Porto, onde realizou cirurgia, com colocação de um flap conjutival sobre a úlcera.

O Douglas recuperou bem, tendo somente mudado de colírio antibacteriano, para mudar o princípio activo, continuando com o resto da medicação quer oral quer tópica instituída.

Caso Clínico 21/08 - Ferida com destacamento de pele na cabeça e pescoço dum cão (II)

Foto gentilmente cedida pelo Jornal Brados do Alentejo

O Brados foi um cão que veio à consulta no Centro Veterinário de Estremoz, através do Sr. Bruno Silva que trabalha no Jornal " Brados do Alentejo". Parece que o Brados tentou ser socorrido nas instalações deste Jornal. Ao ver o corte que o Brados tinha na face e pescoço, fomos contactados para se iniciar o tratamento.



Foto gentilmente cedida pelo Jornal Brados do Alentejo


Ao vermos a ferida constatou-se que se tratava de um destacamento somente da pele e que não havia laceração dos músculos, nem a veia jugular estava afectada. Este facto foi muito benéfico na recuperação do Brados.

O Jornal "Brados do Alentejo", pela pessoa do Sr. Bruno Silva, disponibilizou-se a tratar e arranjar um novo dono para o Brados.

Esta é a reportagem fotográfica realizada pelo Jornal " Brados do Alentejo" ao caso clínico do Brados.

Agradeço a gentileza do Sr. Bruno Silva de nos ter facultado e permitido publicar estas fotografias que tão bem documentam o pré e o pós cirurgico do "Bradinhos".

Preparação Pré-cirúrgica

Foto gentilmente cedida pelo Jornal Brados do Alentejo


Foto gentilmente cedida pelo Jornal Brados do Alentejo

Cirurgia

Foto gentilmente cedida pelo Jornal Brados do Alentejo

Foto gentilmente cedida pelo Jornal Brados do Alentejo

Pós-cirurgico

Foto gentilmente cedida pelo Jornal Brados do Alentejo

terça-feira, setembro 09, 2008

Era uma vez uma bebé chamada Branca (V)

video

Mmmm... adoro papinha!!

Era uma vez uma bebé chamada Branca (IV)

video

Hoje descobri o mistério da "não defecação" da Sra. D. Branca!!! Apanhei-a a comer as próprias fezes, depois de ter bebido um biberão cheio de leite, a porcalhona!

Decidimos experimentar liquifazer comida para ver se ela gostava! Adorou, só que ainda não sabe bem o que é para comer: se é a tijela ou o que está lá dentro!

Era uma vez uma bebé chamada Branca (III)

video


Eis a Branca a andar na sua caminha, é onde ela dá os passinhos mais seguros, no chão ainda tem algum medo e chora muito!!

Era uma vez uma bebé chamada Branca (II)



No sábado fui "almoçar fora", gosto muito de apanhar banhos de sol e beber o meu leitinho aqui fora.

Brinquei muito e adormeci, já estou maior e já dei os primeiros passinhos, mas só no meu quartinho pois ainda tenho muito medo do exterior.


sexta-feira, setembro 05, 2008

Era uma vez uma bebé chamada Branca (I)


Esta é a Branca uma Pastor Alemão bebé que estamos a criar no Centro Veterinário de Estremoz à mão. Nasceu no dia 20 de Agosto de 2008.

Branca foi o nome escolhido pois ela quando chegou ao Centro era toda preta e tinha uma machinha branca numa patinha.

Nesta nova rubrica vamos acompanhar o seu desenvolvimento até ser dada à sua nova dona que está ansiosa que ela cresça para fazer companhia a um cão cruzado de Rafeiro Alentejano com Pastor Alemão, que até há pouco tempo tinha na sua companhia uma Pastor Alemão sua mãe, de quem tem muitas saudades.





A Branca está connosco há 2 semanas e já abriu os olhos, chama por nós ( para dar o leite..). , conhece o nosso cheiro e ouve-nos a chegar!