sexta-feira, junho 03, 2011

CaniLeish - as perguntas






O meu cão corre perigo?


Os insectos encontram-se amplamente disseminados e podem ser localizados em muitos habitats do sul da Europa. As regiões e países da bacia Mediterrânica apresentam um risco particularmente elevado para os cães - especialmente Portugal, Grécia, muitas zonas de Espanha, Itália e sul de França.

O que posso fazer pelo meu cão?


Até agora as medidas de prevenção contra esta doença limitavam-se à redução do habitat destes insectos semelhantes a mosquitos, minimizando o contacto físico entre cães e insectos e aplicando insecticidas nos cães. Porém, e apesar destes cuidados, a leishmaniose canina não foi erradicada da Europa.
Todos os cães podem ser vacinados?

A maior parte dos cães com mais de seis meses de idade que não sejam portadores de doenças infecciosas, incluindo a leishmaniose canina, podem ser vacinados.

Como posso obter mais informação sobre a vacina?


Fale com o seu médico veterinário sobre a vacinação do seu cão.

Porque é a revacinação importante?

Como a maior parte das vacinas, o sistema imunitário necessita de ser regularmente estimulado ou especificamente activado contra uma infecção. O programa completo de vacinação, incluindo uma revacinação anual, garante ao seu cão uma protecção interna a duradoura contra a doença.

Qual a melhor altura para iniciar a vacinação?


Não existe uma época própria para a vacinação do seu cão contra a leishmaniose canina. Se vive no sul da Europa, então deve vacinar o seu cão o mais cedo possível. Se reside noutras regiões da Europa e está a planear viajar com o seu cão para uma zona de prevalência da leishmaniose canina, então deve informar imediatamente o seu médico veterinário para que se dê início à vacinação com a antecedência adequada.


Fonte: Virbac

3 comentários:

Anónimo disse...

Seria interessante se também fosse comentado o valor da vacina, sabe como é em tempo de crise.Na mesma não deixaremos nossos amigos desprotegidos,mas talvez tenhamos que fazer quem sabe mês que vem.

Priscila disse...

Aqui no Brasil, a vacina custa entre R$80,00 a R$120,00. Para iniciar a vacinação, o cão deve realizar um exame sorológico e só pode ser vacinado se o resultado for negativo. São três doses, com intervalo de 21 dias, atualizando sempre anualmente. Deve-se associar a vacinação, a utilização de coleiras impregnadas com deltametrina (Scalibor) ou produtos de uso tópico.

ingrid chirle disse...

me ajude oq eu faço,adotei minha cachorrinha na cobasi sp ,ela veio castrada vermifugada e com todas as vacinas ,mais depois de um mes que adotei percebi q nas fezes dela contia sangue junto com as fezes tia uma cisa gelatinosa escura e com samgue,nao sei se foi porq uns dias antes disso acontecer ela roeu a porta e as feses dela contia os fiapos de madeira da porta,ou tbm achei q podia ser que troquei a raçao ou o desinfetate que lavo o quintal por ter um cheiro muito forte de eucalipto ou uma melancia que ela comeu com casca e tudo e enseguida vomitou e teve diarreia ou tbm pode ser que ela comeu alguma planta que a fez mal pois ela adora comer qualquer planta que ela ver,nao sei oq é nporq a mesma se encontra super normal come bem pula late corre mais tem esse proble devez em quando tem dias que as fezes dela fica a mesma norma coco durinho tudo normal ai passa uns doi dias ai fica um dia inteiro assim com sangue nas fezes depois vouta o normal de novo ,ha e um dos olhos dela esta vermelho que remedio posso dar a ela ? meu imail é ingridchirle@hotmail.com